O mundo e seus hábitos alimentares...pitorescos

Você acordou com aquela vontade de comer alguma coisa diferente, então foi até a obra que está rolando na sua rua e...nhac!....em um tijolo.

O mundo e seus hábitos alimentares...pitorescos

02/FEV

Fez careta aí, né?

A gente sabe que fez.

Pois é, hoje, nós, da UCB, passamos por aqui para ter contar sobre pessoas que vivem no mundo e tem hábitos alimentares pitorescos, pra lá de estranhos. Sim, elas existem!

O papo do tijolo ali de cima é real.

Pakkirappa Hunagundi, um indiano de 30 anos, é destaque na aldeia em que vive. Por conta de um distúrbio alimentar chamado alotriofagia (condição rara que faz com que a pessoa tenha uma vontade incontrolável de se “nutrir” com coisas não comestíveis), desde os 10 anos de idade ele come – compulsivamente – não só o tijolo que citamos no começo, mas, também, pedra, terra e lama. 

Urghs! 

Vai um ensopado de tijolo aí?

Mas o indiano não é o único esquisito, não! Tem mais!

Na Argélia, Salim Haini come...lâmpadas. E velas. Este verdadeiro vaga-lume humano tem, inclusive, tentado entrar para o Guinness – o livro dos recordes – como o homem que tem a alimentação mais estranha do planeta.

Cada uma...

Por fim, vamos citar, de novo, a alotriofagia ali de cima para contar o caso da inglesa Nicole Bonner. Portadora do mesmo distúrbio alimentar do indiano comedor de tijolos, ela não dispensa uma....esponja!

Bonner afirma que, ao longo da vida, já comeu mais de mil esponjas, mas conta que, atualmente, come “apenas” meia bucha por dia.

Ah, então tá tranquilo. Pra quem já comeu mil, só meia por dia tá bom, não?

Afff!


[Fonte: www.fatosdesconhecidos.com.br] 

;