Pesquisa americana revela que portadores de obesidade sentem menos saciedade

Você já parou para observar o tamanho dos utensílios usados para pegar comida que tem em sua casa? Já parou, também, para pensar que isso interfere, e muito, na quantidade que você come?
Pesquisa americana revela que portadores de obesidade sentem menos saciedade

03

SET


Todos somos – ainda que não prestemos muita atenção nisso – expostos a diversos fatores que nos induzem a comer. Pode ser a fácil exposição aos alimentos, a grande variedade de comida disponível, as diversas distrações disponíveis na hora em que nos nutrimos ou, como já citamos acima, até o tamanho dos utensílios que usamos para nos servir.

Tudo influencia o quanto comemos.

Muito bem, em condições normais de saúde, à medida que comemos muito de um mesmo alimento, a satisfação ou o prazer em comê-lo diminui, assim como também é reduzida – consideravelmente – a sensibilidade gustativa.

Como dissemos, em condições normais de saúde.

Estudiosos da Universidade de Iowa, nos EUA, resolveram pesquisar se a percepção de sabor apresenta-se diferente em pessoas sem sobrepeso, com sobrepeso e com obesidade.

Para realizar o experimento, eles convocaram 290 voluntários adultos (entre 18 e 75 anos) que receberam amostras de chocolates ao leite e foram instruídos a comer o tanto que conseguissem, porém, sem que se sentissem desconfortáveis. Cada participante comeu cerca de 10 pedaços do doce.

Muito bem, publicados em julho desse ano no Journal of the Academy of Nutrition and Dietetics, os resultados revelaram que a maioria dos participantes (82,7%) informou declínio na percepção do sabor, ou seja, a sensibilidade gustativa diminuiu à medida que o consumo de chocolate aumentou.

Porém, 33 participantes (11,4%) informaram um aumento da percepção de sabor. Ou seja, ausência de fastio.

É certo que não foram encontradas diferenças “gritantes” na percepção de sabor de participantes sem ou com sobrepeso, porém, os que foram considerados como portadores de obesidade apresentaram níveis mais elevados de discernimento no paladar, ou seja, sensibilidade gustativa que cresceu à medida que aumentou o consumo do chocolate.

Está aí a explicação para o que os estudiosos chamaram de “tédio sensorial”, o responsável pela diminuição da sensação de saciedade, que faz com que indivíduos comam demais sem perceber.

Interessante, não?


[Fonte: Blog Sophie Deram // UOL]